• 3 de junho de 2019
  • 0

Gestão do prefeito Edivaldo supera meta de vacinação e São Luís é a 4ª capital do Nordeste com maior cobertura

São Luís ficou entre as cinco capitais da Região Nordeste que superou a meta de cobertura vacinal estabelecida pelo Ministério da Saúde contra a gripe Influenza. Até sexta-feira (31), último dia da campanha, a capital maranhense conseguiu alcançar 91,37% do público-alvo, superando a meta prevista para o município que era de imunizar pelo menos 90% da população incluída entre os grupos prioritários. O resultado positivo da vacinação na capital é fruto do trabalho intensivo de mobilização desenvolvida na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. Com a superação da meta, desde esta segunda-feira (3), a vacinação contra a gripe está disponível a toda a população da capital até o fim do estoque. Com a ampliação do serviço, quem não faz parte do público-prioritário também pode se vacinar contra a Influenza.

Numa comparação entre as nove capitais do Nordeste, São Luís ficou entre as cinco da região a atingir a meta, depois de salvador (96%), Recife (94,3%) e Maceió (94,2%). Na quinta posição vem Natal com 90,2%. As demais capitais nordestinas não cumpriram a meta estipulada pelo Ministério da Saúde. 

“Empreendemos muitos esforços para que a população que integra o grupo prioritário fosse imunizada e nossa meta não só foi alcançada como superada graças às estratégias realizadas por nossa gestão e o empenho e dedicação de toda a equipe de saúde da Prefeitura. Montamos postos volantes, realizamos dois Dias D e fizemos buscas ativas em escolas e também disponibilizamos vacinação domiciliar para quem tem dificuldades de locomoção. Tudo para proporcionar à população da capital mais prevenção e saúde”, disse o prefeito Edivaldo. 

De acordo com dados da Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), São Luís ultrapassou a meta de cobertura vacinal em quase todos os grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério. Na população de idosos, por exemplo, foram imunizados 85.237 pessoas de 79.874 previsto, ou seja, 106,71% de cobertura, número bem acima do que havia sido estabelecido. O mesmo pode ser observado no grupo de pessoas com doenças crônicas, como diabéticos e hipertensos, por exemplo. Nesse universo foram vacinadas 30.627 pessoas de 26.483 (115,65%).

Também o grupo de profissionais da educação teve resultado positivo na mobilização contra a doença, pois do total de 13.728 profissionais previstos foram imunizados 15.985 (116,44), ou seja, superou a meta estipulada para essa categoria. Número expressivo de vacinação foi conquistado também entre as mulheres puérperas com até 45 dias após o parto. Nesse grupo foram vacinadas 2.057 mulheres de um universo de 1.964 (104,74%).

A secretária municipal de Saúde em exercício, Natália Mandarino, comemorou o resultado obtido pela capital na mobilização nacional contra a gripe. “Com ações de conscientização e iniciativas pontuais para levarmos até a população-alvo a vacinação, alcançarmos o objetivo de proteger a nossa população contra a gripe. O prefeito Edivaldo, que não mede esforços no trabalho de prevenção à saúde da comunidade, mobilizou toda a rede de saúde para que pudéssemos encerrar a campanha com o êxito que obtivemos”, observou Natália Mandarino.

Deixe o seu comentário